07/12/2020 - 15:44

Produtora de Monster Hunter pede desculpas por cena controversa

Longa chegou a estrear na China e foi retirado dos cinemas após queixas do público

Bastidores

A produtora de Monster Hunter, Constantin Film, emitiu um comunicado com um pedido de desculpas por conta de uma cena na adaptação cinematográfica do longa, a qual foi considerada racista e resultou com a retirada do filme das salas de cinema na China, onde o filme havia estreado na semana passada.

"Pedimos desculpas sinceras ao público da China por uma frase de diálogo que aparecia em uma cena de Monster Hunter. Não houve nenhuma intenção de discriminar, insultar ou ofender de qualquer maneira qualquer pessoa de descendência chinesa. A Constantin Film ouviu as preocupações expressadas pelo público Chinês e removeu a frase que levou a esse mal entendido."

A Tencent, que cuida da distribuição do filme e é uma das empresas que financiou o longa, está trabalhando com o governo da China para tentar resolver a situação, também removendo o trecho problemático.

Saiba mais

Na cena em questão, um soldado pergunta "que tipo de joelhos são esses", respondendo depois que são "chi-knees", cuja sonoridade é muito parecida com "chineses" - chinês, em português.

A piada foi entendida como uma referência à frase "chinese, japanese, dirty kness - look at these" (chinês, japonês, joelhos sujos - olhem para isso, em tradução livre), uma canção racista utilizada em brincadeiras infantis em países que falam inglês.

Com a repercussão negativa, o jogo Monster Hunter: World está sendo bombardeado com avaliações negativas no Steam e a Capcom publicou uma nota em suas redes sociais oficiais na China, afirmando estar ciente da situação e que não fez parte diretamente da produção do filme.

O filme de Monster Hunter está previsto para 31 de dezembro de 2020 no Brasil.

Últimas notícias